Desanimados? Não, não, não!

"O Velho do Restelo" (1904) - pintura de  Columbano Bordalo Pinheiro (1857-1929) exposta no Museu Militar de Lisboa.
"O Velho do Restelo" (1904) - pintura de  Columbano Bordalo Pinheiro (1857-1929) exposta no Museu Militar de Lisboa.

Em “Os Lusíadas” de Camões tem um personagem que ficou marcado pelo seu acentuado pessimismo. É um protótipo perfeito do semeador de desânimo. Quem já leu ou estudou esta obra dificilmente esquecerá “O Velho do Restelo”.

Na época das grandes descobertas marítimas, oficiais, marinheiros, soldados e sacerdotes se aglomeravam na praia do Restelo, em Lisboa, ocupando-se com os últimos preparativos para mais uma longa viagem à procura de novas terras. E eis que então surgia ali o “Velho” semeando pessimismo e desânimo entre todos.

É bem possível que o prezado leitor até conheça alguém semelhante, alguém que fala e age quase sempre como um verdadeiro derrotista.

No livro bíblico “Números” há dois relatórios apresentados por alguns líderes que Moisés enviou para espionar a terra de Canaã, antes que os israelitas lá entrassem no seu regresso do cativeiro egípcio. Tais relatórios foram feitos por dois grupos, um de dez e outro de duas pessoas. Ambos foram e examinaram a mesma terra, saborearam as mesmas frutas e conversaram com os mesmos povos.

O grupo maior prestou um relatório totalmente pessimista, concluindo desanimado que seria
impossível qualquer sucesso naquela terra, pois além de ser habitada por gigantes, não era suficientemente produtiva. E o grupo dos dois relatou: “A terra que fomos espionar é muito boa. Se o Senhor Deus nos ajudar, ele fará com que entremos nela e nos dará aquela terra, uma terra boa e rica. Portanto, não tenham medo.”(Nm.14.7-9).

Na nossa vida surgem por vezes certos “gigantes” obstruindo nossa caminhada e tentando nos desestruturar. Se não formos corajosos e se não estivermos seguros da amorosa presença de Deus, nos sentiremos completamente debilitados, o desanimo tomará conta de nós e seremos inapelavelmente derrotados.

Assim como havia uma condição para que o povo, entrando em Canaã, obtivesse pleno êxito: “Não sejam rebeldes contra o Senhor e não tenha medo”, o nosso ânimo e coragem devem estar firmados nas palavras e promessas de Deus, reveladas em Cristo. E estando com Jesus, seremos mais que vencedores!

- Pastor Alaor Güths dos Santos

Publicado originalmente no boletim "Notícia e Informações da Igreja Luterana de Moema" nº6 em janeiro de 2018.

Apresentação de Natal na Igreja Evangélica Luterana de Nova Odessa em 2017


Agradecemos ao casal Paula Gonçalves e Rene Sarli pelo belo trabalho na captação das imagens e edição do vídeo que registra a comemoração do Natal na Igreja Evangélica Luterana de Nova Odessa em 25 de dezembro de 2017.

Parabéns, também, para todos os que se envolveram na apresentação natalina. Em especial agradecemos à Marilia Pierre pela dedicação e organização do evento, sem esquecer dos pequeninos Lucas e Carolina, que encenaram José e Maria.

Em 2018 seguimos juntos, prestigiando os cultos do Pastor Alaor, sempre acompanhado da incansável Norma Heine.

Você é nosso convidado!