A barba do Pastor

Percebendo que uma parte de seus congregados não prestava atenção aos seus sermões e, consequentemente, a mensagem caia no vazio, um pastor resolveu dar uma lição inesquecível aos seus ouvintes. Num culto dominical ele subiu ao púlpito com seu aparelho de barbear, bacia, água, espuma, caneca, espelho e toalha. Tranquilamente ajeitou tudo, passou espuma na cara e começou a se barbear. Gastou os minutos reservados ao sermão, os quais pareceram uma eternidade para os presentes. E quando todos esperavam que o pastor fosse fazer um desfecho maravilhoso e fosse apontar a “moral da história”, ele simplesmente enxugou o rosto, encerrou o culto e despediu o povo de volta às suas casas. Aquela semana foi atípica, com o povo diariamente comentando o ocorrido e tentando adivinhar o significado e/ou simbolismo de tudo aquilo.

A barba do pastor (foto: Jean Tosetto)

No domingo seguinte a igreja estava cheia, todos curiosos e atentos. O pastor foi ao púlpito, olhou fixamente para a congregação, e falou: “Sei que vocês querem uma explicação acerca do que fiz no domingo passado. Pois bem, na verdade, não há mensagem alguma em especial. Mas, se podemos tirar alguma lição disso tudo, a lição é a seguinte: Há anos venho apresentando a vocês a mensagem bíblica, mas não tenho percebido nenhuma mudança em suas vidas. Minhas mensagens têm caído no esquecimento, tão logo vocês saem do templo. Eu gostaria que vocês comentassem meus sermões durante a semana, do mesmo modo que vocês se dispuseram a comentar o meu barbear nestes últimos dias. Ou será que a minha barba é mais importante para vocês do que a Palavra de Deus?”

Em Romanos 10.17 lemos: “Portanto, a fé vem por ouvir a mensagem, e a mensagem vem por meio da pregação a respeito de Cristo.”

O que nós temos feito com aquilo que temos ouvido da parte de Deus? Somente as palavras guardadas em nosso coração é que poderão nos ajudar a evitar a desobediência a Deus. A Palavra do Senhor Deus é o nosso “maná” especial. A Palavra de Deus é o nosso maior alimento para nos deixar fortes e corajosos diante das provações da vida. E as verdades bíblicas deveriam ser o motivo principal de nossas conversas durante a semana. Quanto mais repetirmos o assunto, tanto mais gravado ficará em nossa mente.

Fiquemos atentos à Palavra do Senhor nosso Deus e façamos uso dela em nossa vida diária, em vez de passar os dias comentando aquilo que nada edifica.

- Pastor Alaor

Publicado originalmente no boletim informativo da CELC/SP - nº 388

Mães e pais - exemplos para os filhos

Servas luteranas reunidas em Nova Odessa no dia 01 de maio de 2016 (foto: Jean Tosetto).
Servas luteranas reunidas em Nova Odessa no dia 01 de maio de 2016.

Qual é a importância do exemplo? O que é mais eficaz: o que eu digo aos meus filhos ou o que eu sou?

Um mineiro de carvão tinha o hábito de parar numa taberna da vila para tomar um trago quando ia para o trabalho. Certa manhã de inverno, enquanto caminhava para a taberna, ouviu a voz trêmula de seu filhinho a chamá-lo: “Papai, estou seguindo você!” A grande verdade que havia por trás desta declaração abriu os olhos do pai. O menino seguia os seus passos e ele se dirigia para a taberna.

Quer queiramos ou não, os nossos filhos seguem os nossos passos.

Para onde você está levando o seu filho ou a sua filha?

Nem todos os pais e nem todas as mães compreendem as impressões poderosas e duradouras que a sua conduta e atitude imprimem na mente dos filhos. A educação não consiste apenas de provérbios, instruções, exortações, mas também de demonstrações. A educação através de instruções pode ocupar apenas alguns minutos do dia. A educação pelo exemplo é um processo continuado. O modo como você age é mais importante do que aquilo que você diz. A maneira como você vive perante o seu filho ou filha irá influenciá-lo mais do que aquilo que você lhe ensina. A influência mais forte é a do exemplo.

Você pai, você mãe, quer que seu filho ou sua filha seja igual a você? Você anda tão perto de Deus que pode dizer aos seus filhos: “ Sigam o meu exemplo como eu sigo o exemplo de Cristo” ? (1 Co. 11.1). Lembre-se de que você também é responsável pelo destino eterno de seu filho ou filha.

Os seus filhos se parecerão com você não só devido às influências hereditárias, mas também por causa da influência do seu exemplo. A instrução dá início à educação, mas o exemplo a complementa. Se a sua fé demonstra a sua confiança em Cristo, os seus filhos logo notarão e serão fortemente influenciados por ela e levados a confiar também em Jesus. Estas coisas atuam silenciosamente, mas ensinam muito com respeito à salvação pela fé na cruz de Cristo. Tome cuidado com o seu exemplo! Ele mostra quem você é!

Deus permita que o exemplo das mães e dos pais seja sempre positivo e que as suas ações não sirvam de pedra de tropeço, mas apontem para o amor de Deus revelado em Cristo Jesus, o único Senhor e Salvador.

- Pastor Alaor

Publicado originalmente no boletim informativo da CELC/SP - nº 387