Cicatrizes do sofrimento

Quem passou a infância no campo certamente carrega alguma cicatriz por causa de uma tentativa de passar pelos arames farpados das cercas dos pastos verdejantes. (foto: Jean Tosetto)
Quem passou a infância no campo certamente carrega alguma cicatriz por causa de uma tentativa de passar pelos arames farpados das cercas dos pastos verdejantes.

“O Senhor é o meu pastor: nada me faltará”, Sl.23.1. O autor do Salmo 23 está bem qualificado para falar do Senhor como seu Pastor, pois não é outro senão o próprio rei Davi, o qual conhecia muito bem, desde a juventude, os pastos e campos de Judá. Guardando o vulnerável rebanho de ovelhas, Davi reconheceu como era semelhante o tratamento que ele recebeu de seu Deus. Enquanto Davi passava por vales escuros e lutava contra lobos ferozes, lembrava-se da proteção que o Senhor Deus lhe dava.

As ovelhas não mudaram, as pessoas não mudaram, e o Senhor não mudou. Ele ainda acena e diz àqueles que estão ansiosos e preocupados com os cuidados da vida: “Venham a mim, todos vocês que estão cansados de carregar as suas pesadas cargas, e eu lhes darei descanso”, (Mt.11.28).

Está alguém necessitado de descanso e refrigério? Pois o bom Pastor Jesus está esperando para levá-lo aos pastos verdes e às águas tranquilas. E quando isso acontece, bondade, misericórdia e alegria não ficam longe.

Talvez você venha enfrentando um período difícil na vida. Quem sabe a perda de um ente querido, dificuldades no relacionamento familiar, ou uma grave doença. Surge-lhe então a pergunta: Onde está Deus? E agoniado pela incerteza do amanhã, chega a pensar que Deus não se interessa por você, e fica tentado a renunciar à ideia de que Ele é bondoso.

Pois, então, quero reanimá-lo na certeza de que Deus é o socorro bem presente em qualquer tribulação. Mesmo que não entendamos o porque de nossa angústia e sofrimento, precisamos reconhecer que, enquanto vivermos nesse vale de lágrimas, estamos sujeitos ao pecado e às suas consequências. É importante, por isso, buscar resposta na cruz de Jesus. Nela Cristo foi morto por amor a nós, para nos dar consolo e uma nova perspectiva em meio as atribulações. E, confiando assim em Deus, concluiremos com Davi: “O Senhor é o meu pastor: nada me faltará. Ele me faz descansar em pastos verdes e me leva a águas tranquilas”.

Diz-se que Deus procurará em nós nem medalhas, nem diplomas e nem títulos, mas cicatrizes! Que medalhas de honra mais nobres pode um filho de Deus desejar, do que as cicatrizes do sofrimento e da dor, vencidos na fé em Cristo Jesus?!

- Pastor Alaor

Publicado originalmente no boletim informativo da CELC/SP - nº371

Um grande servo de Deus

ERA UMA VEZ ...

... um homem que quis ser padre para entregar-se integralmente a Deus. Mas, mesmo sendo padre, não encontrou aquela paz de espírito que esperava e que tanto queria. Então, começou a estudar muito a Bíblia. E assim ficou sabendo que Deus enviou o seu Filho Jesus Cristo para a terra, a fim de sofrer e morrer pregado numa cruz, para conseguir perdão aos pecados de todos os homens, mulheres, jovens e crianças. Ele também aprendeu que Deus nos leva para o céu e nós não precisamos pagar nada.

Deus só quer que confiemos e amemos a Jesus como nosso Salvador pessoal.

Luther with tonsure | Domínio público | Lucas Cranach, o Velho - Luther.de
Então, este homem escreveu uma carta e pregou-a na porta de uma igreja, lá na Alemanha, no dia 31 de outubro de 1517. Todos os que liam este documento ficavam sabendo que eles não deveriam confiar em outras coisas em lugar de confiar em Deus. Muitos conhecidos deste homem ficaram zangados, pois não queriam que o povo soubesse que Jesus é o único que pode salvar os pecadores. Mas ele sabia que estava certo, pois a Bíblia assim ensinava.

Sua convicção de que a Bíblia é a Palavra de Deus e de que seus ensinamentos são corretos e verdadeiros, fez com que ele se tornasse adversário de muitos.

Daí ele deixou de ser padre e ficou sendo um grande pregador e defensor da Palavra de Deus. Seus inimigos quiseram matá-lo, mas Deus sempre o protegeu e lhe providenciou novos amigos. Destarte, ele pode traduzir a Bíblia para a língua de seu país e também escreveu catecismos, para ajudar as crianças e adultos a conhecer melhor o amor de Deus. Fez, ainda, vários hinos para serem cantados, dentre os quais um se destaca até hoje: “Castelo Forte é o nosso Deus”.

E, com o auxílio de Deus, ele continuou pregando e testemunhando a respeito de Jesus nas igrejas, palácios, escolas e lares, até aos 62 anos de idade, quando morreu confessando a fé pela qual havia arriscado sua vida. Os ensinamentos deste homem se espalharam por todo o mundo. Você sabe como é o nome deste grande servo de Deus?

MARTINHO LUTERO

31 de outubro de 2014 = 497º. Aniversário da Reforma

”O justo viverá por fé.” Rm. 1.17

Sola Gratia! Sola Fide! Sola Scriptura!

- Pastor Alaor

Publicado originalmente no boletim informativo da CELC/SP - nº370